Woods vai falar sobre os escândalos sexuais que o levaram a suspender a carreira competitiva em Dezembro, para depois voltar à clínica em Hattiesburg, no Mississipi, onde está a ser tratado, pode ler-se numa carta do comissário da PGA Tour Tim Finchem, obtida pela agência AP.

A carta explica a razão pela qual o número um mundial escolheu a sexta-feira para comentar os alegados escândalos, referindo ainda que Woods suspendeu a terapia durante a uma semana para poder estar com os filhos.

“Pelo que sabemos, o tratamento do Tiger [Woods] foi suspenso por uma semana, para que ele pudesse estar com os filhos e fazer estas declarações, após o que regressará [à terapia] ”, refere a missiva.

Não é adiantada qualquer data para o regresso do jogador, embora tenha sido especulado que a conferência de imprensa de hoje, que será transmitida em directo pelas principais cadeias de televisão norte-americanas, serviria para o anúncio do momento em que este voltaria à competição.
 

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.