Sporting e FC Porto defrontam-se na sexta-feira, no Dragão Arena, na primeira mão da Taça Intercontinental de hóquei em patins, e os dois treinadores revelaram a forte intenção de conquistar o primeiro troféu da época.

O jogo decisivo vai disputar-se no domingo, no Pavilhão João Rocha, em Lisboa, e nem Paulo Freitas, técnico do Sporting, nem Ricardo Ares, do FC Porto, colocam outro cenário que não o triunfo.

O vencedor deste troféu torna-se campeão do mundo de clubes, um título que nenhum destes emblemas ainda venceu.

Em conferência de imprensa, Paulo Freitas revelou-se consciente das dificuldades que os ‘dragões’ vão colocar à sua equipa e salientou que é necessário apresentar “o melhor Sporting” para conseguir ultrapassar o adversário.

“É evidente que a equipa do Sporting está preparada para esta prova, sabendo das dificuldades que vai ter pela frente. O FC Porto é uma grande equipa, muito bem orientada e que nos vai causar muitas dificuldades, tal como nós também vamos causar dificuldades ao FC Porto”, afirmou o técnico da formação 'leonina'.

A única certeza de Paulo Freitas é que serão dois “bons espetáculos de hóquei em patins” e que apenas “o melhor Sporting poderá vencer o FC Porto”.

O treinador do FC Porto, Ricardo Ares, acredita que as partidas “vão ser decididas nos pormenores”, tendo em conta o equilíbrio e a qualidade das duas equipas.

“É uma competição a duas mãos, com 100 minutos de jogo, nas duas pistas, por isso, vai decidir-se por pormenores. As duas equipas conhecem-se muito bem, mas nestas alturas o FC Porto tem ambição máxima e muita fome de ganhar”, afirmou o treinador da equipa portista.

Ricardo Ares sabe o que pode esperar dos ‘leões’ e salientou a necessidade de dar o melhor em “cada segundo”.

"Eles vão tentar surpreender-nos e nós a eles, por isso serão dois jogos em que é muito importante saber como gerir e decidir. A competição vai decidir-se em Lisboa, mas cada minuto pode ser vital para quem for o vencedor, por isso temos de viver cada segundo desta final como se fosse o último”, finalizou.

O capitão do FC Porto, Reinaldo Garcia, salientou a importância de fazer o primeiro jogo em casa.

“O público ajuda-nos sempre, puxa-nos constantemente para cima e, para nós, é muito importante que estejam nas bancadas a apoiar. Sei que estarão em peso no Dragão Arena e logicamente que contamos com todo esse apoio. Jogando primeiro em casa é importantíssimo termos esse apoio. Resta-nos fazer o nosso trabalho dentro da pista”, frisou.

Já o guarda-redes do Sporting Ângelo Girão frisou o equilíbrio das duas equipas mas lembrando a vontade dos ‘leões’ em conquistar o troféu.

“Somos as equipas que nos últimos anos têm estado na discussão de quase todos os títulos. Há muito conhecimento mútuo, assim como das qualidades de cada jogador, só não há da vertente tática e do momento e da forma dos jogadores neste momento. Aquilo que nós queremos é conquistar este troféu e levá-lo para Alvalade”, afirmou o guardião.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.