Em conferência de imprensa, realizada esta quinta-feira, no Pavilhão Dragão Caixa, o treinador da equipa de hóquei em patins Franklim Pais sabe que não encontrará facilidades no jogo contra o Benfica, até porque a equipa da Luz joga em casa, mas parte para Lisboa com a determinação e ambição de sempre que tanto marcam a imagem dos octocampeões nacionais de hóquei em patins.

“É um clássico do hóquei em patins. Vamos jogar contra um directo adversário que também irá lutar pelo título mas o nosso objectivo, como sempre, é chegar à Luz para fazer um bom jogo e vencer”, afirmou Franklim Pais.

Quanto aos truques para não serem ultrapassados pelos encarnados passam pelo “maior rigor defensivo e não cometer erros favoráveis ao adversário”. Franklim acrescentou que o FC Porto terá de encarar este jogo como "uma final", apesar de ter consciência que todos os jogos são importantes para o campeonato nacional da 1ª divisão.

O técnico fez questão ainda de realçar as grandes divergências e dualidades nas arbitragens dos últimos jogos, devido às novas regras no hóquei em patins, implantas esta época:  “Peço que haja o mesmo critério para ambas as partes e durante todo o jogo.”

Reinaldo Ventura também fez questão de diferenciar este jogo com o último realizado com os benfiquistas para a Supertaça. “Agora um empate pode ser um bom resultado. Vai ser um jogo muito disputado e equilibrado”, disse o jogador azul e branco.

Quanto ao Benfica, Reinaldo acredita que, com Luís Sénica no comando, é uma equipa "mais equilibrada e mais pensante dentro de campo”, valorizou.

Focada nos seus objectivos, a equipa de hóquei sabe o que tem de fazer no jogo deste sábado. “Vamos fazer de tudo para trazer de lá a vitória”, rematou Reinaldo.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.