O Chile garantiu a passagem aos quartos-de-final com vitória "simpática" sobre a África do Sul, 10-3, que perdeu ontem com Portugal por 21-1.

Em conferência de imprensa, o marcador de cinco de dez golos do Chile, o jovem Nicolás Carmona, referiu que as equipas mais difíceis de defrontar foram Angola e Portugal, mas Angola especialmente por ter sido um jogo tão longo.

Já o selecionador chileno, Maurício Llera, que não se cansa de tecer elogios à organização do mundial e ao povo angolano, pela hospitalidade com que foram recebidos, destacou as dificuldades do seu grupo.
«Pertencíamos ao grupo da morte, as nossas preocupações iniciais mantêm-se porque todos os adversários merecem o nosso respeito», afrimou.

Para o selecionador chileno este mundial de hóquei em patins poderá ser o melhor do mundo até agora.

A África do Sul não compareceu na conferência de imprensa.

De momento estão na quadra Suíça e Áustria do grupo A, às 19h30 jogam Espanha e Brasil também do mesmo grupo e às 21h acontecerá o Angola vs Portugal do grupo C.

A vitória do Chile por dez golos complica e muito a vida
de Angola que se encontra neste momento com três pontos em 3º lugar.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.