Portugal estreia-se hoje frente à Alemanha no 42º Campeonato do Mundo de hóquei em patins, em França, iniciando assim o trajeto com vista à reconquista do título que foge aos portugueses desde 2003.

A hegemonia espanhola - a Espanha conquistou os últimos cinco títulos - é algo que Portugal quer contrariar e, para isso mesmo, o selecionador Luís Sénica apostou num grupo que já deu provas de poder ir longe.

Arredado dos dois primeiros lugares do pódio desde que conquistou o último cetro em 2003, em Oliveira de Azeméis, Portugal soma quatro ‘bronzes' nas últimas edições, três dos quais consecutivos, em 2013, 2011, 2009 e 2005.

Apesar de a Espanha ser o país com mais títulos mundiais, com 16, Portugal, que tem apenas menos um, é o que soma mais pódios, com um total de 38, contra 35 dos espanhóis.

As últimas três edições da prova terminaram com o mesmo pódio, ou seja, com a campeã Espanha, no lugar mais alto, ladeada por Argentina (vice-campeã) e Portugal (terceiro classificado).

Portugal, do Grupo C, entra em ação, às 19:30 locais (18:30 em Lisboa), frente à Alemanha.

O segundo dia de prova vai começar com o jogo entre o Brasil e Áustria, também do Grupo C, às 09:30 horas, logo seguido pelo Chile-África do Sul, do Grupo D, às 10:10 horas.

Ainda durante a manhã, o outro encontro do agrupamento é disputado entre a Itália e a Colômbia, às 11:50 horas.

No Grupo B, a Suíça, que na primeira jornada foi goleada pela Argentina, por 7-1, joga com Moçambique, que, por sua vez, impôs um 6-2 frente à Inglaterra no primeiro jogo.

A seleção espanhola, detentora do título mundial, disputa o segundo jogo com a Angola, às 17:40 horas, depois do triunfo no sábado frente à anfitriã França, por 6-1.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.