O jogo foi equilibrado na primeira parte e o resultado ao intervalo traduzia esse equilíbrio, com um golo para cada lado, tendo a Espanha marcado primeiro através de Natasha Lee e Portugal igualado por Marlene Sousa.

Na segunda parte, a Espanha entrou melhor e materializou essa supremacia com três golos, por Ana Casarramona, Berta Tórrida e Maria Diez. Portugal tentou reagir, mas Vânia Ribeiro desperdiçou um livre direto em altura crucial.

A melhor marcadora lusa, com seis golos no total, Marlene Sousa ainda conseguiu reduzir a diferença para 4-2, mas a capacidade de luta e inconformismo das hoquistas portuguesas não foram suficientes para evitar que a Espanha somasse mais um título europeu.

Portugal terminou a competição em segundo lugar, com os mesmos pontos (sete) da Alemanha, tendo vantagem sobre esta no “goal-average”, e a cinco da Espanha, que marcou clara superioridade sobre todos os adversários.

No último jogo da prova, as germânicas bateram a França por 5-2.

Após a final, o selecionador nacional Ernesto Sebastião considerou que Portugal foi vice-campeão «com todo o mérito» e destacou as palavras que o seu homólogo espanhol lhe dirigiu no final da partida, enaltecendo «a alma enorme» da equipa portuguesa.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.