O japonês Ryo Miyake, medalha de prata no florete nos Jogos de Londres2012, tem passado os dias marcados pela pandemia de covid-19 em cima da bicicleta, para um serviço de entregas de comida, na cidade de Tóquio.

O praticante de esgrima, de 29 anos, ficou sem competições próximas devido ao adiamento ou cancelamento de provas generalizado, sobretudo dos Jogos Olímpicos Tóquio2020, adiados para o próximo ano.

"Comecei a fazer isto por duas razões: para poupar dinheiro e poder viajar para futuras competições e para manter a minha condição física", explicou, em entrevista à agência noticiosa France Presse.

Segundo Miyake, o aumento dos valores auferidos a cada entrega permite-lhe continuar motivado, após ter pedido aos patrocinadores que suspendam os pagamentos durante o período de incerteza.

"Não sei se vou conseguir voltar aos treinos, quando volto a competir. Não sei se conseguirei manter a minha saúde mental e a minha motivação mais um ano. (...) Ninguém sabe como será o processo de qualificação [para Tóquio2020]. Fazer de conta que está tudo bem é irresponsável", lamenta.

Para já, viaja de bicicleta pela capital japonesa, uma das mais densamente povoadas do mundo, com quase 14 milhões de pessoas, quando falta ainda mais de um ano para o arranque dos Jogos, marcados para 23 de julho de 2021.

"O meu objetivo imediato [com o novo emprego] é poder começar a treinar, com calma, quando o estado de emergência for levantado. E tenho de estar física e financeiramente preparado", considerou.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 292 mil mortos e infetou mais de 4,2 milhões de pessoas em 195 países e territórios.

Mais de 1,4 milhões de doentes foram considerados curados.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.