A esquiadora portuguesa Vanina Oliveira foi hoje 24.ª classificada em combinado alpino, que conjuga uma manga de Super G e slalom, no Mundial Júnior de Narvik, Noruega.

“Essencialmente, cumpriu as expectativas que tínhamos para esta prova. À partida para este Mundial, tínhamos prognosticado um lugar no ‘top 30’, pelo que é plenamente dentro do previsto”, disse o selecionador nacional, Sérgio Figueiredo.

A atleta portuguesa cumpriu o Super G em 1.04,9 minutos, registando o 26.º tempo, e o slalom em 41,43 segundos, o 19.º tempo, ficando a um total de 6,29 segundos da vencedora, a austríaca Madalena Egger (1.39,23 minutos).

Numa prova em que 24 das esquiadoras abandonaram devido à exigência da pista, Vanina foi elogiada pelo treinador e pai, Yannick Guerillot: “O combinado alpino não é a sua disciplina pelo que o resultado é bom. A pista de Super G era muito difícil e até algo assustadora para alguém que não faz o Super G habitualmente, como é o caso da Vanina.”

A esquiadora prepara-se para o slalom gigante agendado para quarta-feira e para o slalom de sexta-feira, afirmando que “no slalom gigante gostaria muito de estar no top 50”, o que seria “já um feito porque o nível é muito alto”, e que “no slalom gostaria de esquiar como hoje”.

Os portugueses Manuel Ramos e Baptiste Araújo, que entram mais tarde neste Mundial júnior de esqui alpino, competem na quinta-feira no slalom gigante e na sexta no slalom.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.