O judoca português Jorge Fonseca, campeão do mundo na categoria de -100kg em 2019, manifestou hoje a ambição de subir ao pódio nos Campeonatos da Europa de judo, a realizar em Lisboa, de 16 a 18 de abril.

"A minha expectativa é estar no pódio e estou a trabalhar para fazer o melhor resultado possível", disse o atleta, de 28 anos, em Cernache, Coimbra, onde decorre a preparação da seleção nacional masculina e feminina.

Salientando que o seu objetivo "é sempre estar no pódio", o judoca afirma que se sente bem e que a preparação está a correr como desejava, pelo que tem as condições para realizar o sonho de subir ao pódio.

"Não tenho estado a pensar ainda como é que vai ser, como é que vou planear, então deixo as coisas acontecer, desfruto um dia de cada vez até chegar o Campeonato da Europa e aí fazer o meu melhor", sublinhou.

Sobre os Jogos Olímpicos de Tóquio, Jorge Fonseca quer ter primeiro a confirmação da sua realização para estar "na melhor forma física e poder chegar e fazer o melhor resultado possível".

Com os olhos postos nos Europeus, Anri Egutidze promete lutar pela conquista de uma medalha, depois de ter falhado o último campeonato continental por lesão.

"Estou preparado depois de lesionado algum tempo. Voltei ao judo e as expectativas são de ir ao Campeonato da Europa para ganhar uma medalha, não vou querer menos do que isso", declarou.

O judoca nascido na Geórgia, mas naturalizado português, de 25 anos, que compete na categoria de -81kg, está em posição de qualificação para os Jogos Olímpicos, mas ainda precisa de mais pontos, pelo que antes do Campeonato da Europa vai competir no Grand Slam da Geórgia.

Rodrigo Lopes, que ainda pode conseguir o apuramento para os Jogos Olímpicos, mostrou-se apenas focado no Campeonato da Europa e com o objetivo de conquistar uma medalha na categoria de -60kg.

"Tenho de pensar um degrau de cada vez para chegar ao topo. Não posso ficar pensando num objetivo mais à frente, senão acabo deixando de viver o presente", disse aos jornalistas.

O judoca, que foi medalha de bronze no Grand Slam de Budapeste, em outubro, garante que vai "em busca da primeira medalha num campeonato continental e de bastantes pontos para conseguir alcançar o sonho de disputar os Jogos".

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.