Mário Costa (Axpo-FirstBike Team-Vila do Conde) e Ana Santos (X-Sauce Factory Team) sagraram-se hoje campeões nacionais de ciclocrosse, em Sangalhos, numa corrida realizada em torno do Centro de Alto Rendimento de Anadia.

Com a pista endurecida pela lama e pelas poças de água acumulada devido à forte chuva que caiu na véspera, a vitória no setor masculino foi disputada entre Mário Costa e Miguel Salgueiro (LA Alumínios-LA Sport), que depois de se ‘libertarem’ de Ricardo Marinheiro (Clube BTT Matosinhos) na terceira volta, enveredaram por uma corrida muito tática, com acelerações de um e de outro e com momentos de estudo mútuo.

Na viragem para a penúltima curva, uma falha nos travões da bicicleta de Salgueiro levou o corredor a seguir em frente e a cair, com Mário Costa a seguir isolado rumo à meta para recuperar o título que já fora seu em 2018.

“Foi um Campeonato Nacional muito disputado. Era de prever que assim fosse, por tratar-se de um circuito muito plano. Menos mal que choveu bastante ontem [sábado], o que tornou o percurso mais seletivo. Houve estudo mútuo nas diferentes partes do circuito, tentando perceber onde se poderia fazer a diferença. Acabei por ter a experiência suficiente para manter a calma e jogar as cartas no sítio certo. Fui feliz e estou satisfeito por voltar a vestir a camisola de campeão nacional de ciclocrosse, que era o mais importante”, reconheceu o vencedor.

Na sequência do acidente, a roda da frente da bicicleta de Miguel Salgueiro partiu-se, tendo o ciclista feito as últimas centenas de metros a correr, com a bicicleta ao ombro, acabando por ser ultrapassado, já na reta da meta, por Vítor Santos (Axpo-FirstBike Team-Vila do Conde), que, com um esforço em progressão, ficou no segundo lugar, a 15 segundos, e relegou o ‘azarado’ do dia para terceiro, a 36 segundos.

Na corrida feminina, Ana Santos dominou desde o princípio, aumentando a vantagem sobre a concorrência volta atrás de volta, para conquistar o terceiro título consecutivo de elite, no seu primeiro ano de sub-23.

Joana Monteiro (Axpo-FirstBike Team-Vila do Conde) foi a rival que deu mais luta a Ana Santos, mantendo-se no segundo lugar ao longo de toda a corrida, terminando a 02.25 minutos da vencedora, enquanto Daniela Pereira (Clube BTT Matosinhos) foi terceira, a 05.09.

“Vinha com o objetivo de dar o melhor de mim. Era importante ver em que condição me encontro, até porque já não corríamos há muito tempo. Dei o máximo ao longo de toda a prova, num circuito muito duro devido à lama. Foi excelente voltar à competição, no meu primeiro ano de sub-23. Será uma época em que pretendo ganhar experiência, fazendo o maior número possível de provas fora de Portugal para me adaptar ao ritmo internacional”, afirmou a vencedora.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.