A paracanoagem portuguesa mostrou em Tóquio2020 ser uma “potência internacional” na modalidade e agora o seu maior desafio é o de “aumentar a base de atletas num processo de inclusão”, considerou hoje o técnico nacional Ivo Quendera.

“Existe uma consistência de resultados que Portugal tem vindo a apresentar nos últimos quatro anos, com consistentes presenças em finais. E não são apenas as medalhas do Norberto (Mourão)…”, elogiou o treinador, em declarações à Lusa, durante os mundiais que decorrem até domingo em Copenhaga.

Nos Jogos Paralímpicos, Norberto Mourão, atual vice-campeão do Mundo e campeão da Europa, conquistou uma das duas medalhas de Portugal, o bronze em VL2 200, enquanto Alex Santos foi quinto em KL1.

“A presença em Tóquio foi uma mais-valia para fecharmos um ciclo de inclusão e desenvolvimento. Uma marca que a paracanoagem portuguesa precisava, no país e além-fronteiras. Fechámos com ouro, apesar da medalha ter sido de bronze. Os resultados em Tóquio foram uma mostra da nossa capacidade”, vincou.

Agora, Ivo Quendera considera que o futuro passa por uma verdadeira “aposta na formação” de modo a aumentar a base de atletas para a competição, enquanto se dá uma nova oportunidade de vida a quem de alguma forma se debate com limitações físicas.

Nesse sentido, entende que os clubes portugueses devem “abrir os olhos e perceber que a inclusão é um processo de desenvolvimento”: “Devem abrir as portas a pessoas com deficiência, resultando daí, também, mais participações internacionais e ainda melhores desempenhos”.

Ivo Quendera recorda que a canoagem adaptada pode ser praticada todo o ano, uma vez que apenas precisa de recursos naturais, um adequado plano de água.

A prática da canoagem para pessoas com deficiência é “uma oportunidade que deve ser potenciada”, pelo que desafia “a tutela, as autarquias e parceiros” a serem “mais proativos” e juntarem-se ao trabalho da federação num projeto “com vantagens que vão muito além da inclusão e desenvolvimento desportivo e sociológico”.

Em Copenhaga, Norberto Mourão e Alex Santos representam Portugal nos mundiais que decorrem até domingo.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.