O Tribunal Arbitral do Desporto (TAS) confirmou hoje a suspensão por dois anos da Federação egípcia de halterofilismo, devido a casos de doping, decisão que afasta o país africano dos Jogos Olímpicos Tóquio2020 nessa modalidade.

A Federação egípcia tinha sido suspensa por dois anos, em setembro, o que impediu a sua presença nos Mundiais de halterofilismo, na Tailândia.

O castigo diz respeito a sete controlos antidoping positivos de jovens halterofilistas, em 2016.

O halterofilismo egípcio obteve duas medalhas de bronze nos Jogos Olímpicos Rio2016, tendo conquistado um total de 11 medalhas (cinco de ouro) nas suas 22 participações nos Jogos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.