As duas corridas do campeonato do mundo de motociclismo de velocidade MotoGP em Misano, marcadas para setembro, vão contar com 10.000 espetadores, anunciou a organização.

O circuito de Misano vai acolher as sexta e sétima etapas do Mundial, que vai contar pela primeira vez esta temporada com público, depois de terem sido disputadas à porta fechada as duas provas inaugurais em Jerez de La Frontera, em Espanha, e a corrida de Brno, na República Checa.

Também as próximas duas corridas, em Spielberg, na Áustria, no domingo e em 23 de agosto, vão contar com as bancadas vazias, devido à pandemia de covid-19, que obrigou à reformulação do calendário da competição.

“É uma decisão que nos emociona, porque também representa um sinal ver de para a retoma do desporto mundial em frente aos adeptos”, assinalou a organização, em comunicado.

A região italiana de Emília-Romana autorizou o circuito a permitir a presença de 10.000 espetadores nas corridas, mediante algumas restrições de prevenção ao novo coronavírus.

O circuito de Misano tem capacidade para cerca de 110.000 espetadores, incluindo mais de 40.000 nas bancadas, recebendo, normalmente, aproximadamente 160.000 pessoas nos três dias das provas.

O Autódromo Internacional do Algarve, em Portimão, vai acolher a 14.ª e última prova do Mundial, em 22 de novembro, perante cerca de 50 a 60 mil espetadores, segundo disse, na apresentação da prova, o diretor do circuito, Paulo Pinheiro.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.