O piloto britânico Elfyn Evans (Toyota Yaris), que venceu ontem o Rali de Portugal, dedicou parte do triunfo na prova ao seu engenheiro, o português Rui Soares, mostrando-se satisfeito por lhe dar a alegria de vencer "em casa".

"O meu engenheiro é português e por isso era muito especial para ele vencer ‘em casa'. Estou muito satisfeito por lhe dar essa recompensa pelo árduo trabalho que ele faz por mim", disse o piloto britânico à agência Lusa.

Elfyan Evans elegeu também "atmosfera especial" que o público português trouxe a este rali, o primeiro desde o ano passado, quando surgiu a pandemia de covid-19, que pôde ter alguns adeptos nas bermas das estradas.

"Foi uma sensação muito boa voltar a ver a público a apoiar-nos. Estava tudo muito bem organizado e controlado. Sinto que a presença do público deu uma atmosfera especial ao evento", partilhou o vencedor do Rali de Portugal.

O piloto da Toyota reconheceu, ainda assim, que esta foi "uma prova dura", num fim de semana "muito intenso".

"Não foi fácil, mas felizmente não tivemos problemas com o carro e conseguimos ser muito consistentes. Sinto que foi um bom resultado para mim e para a equipa", concluiu Elfyn Evans.

O piloto britânico, que venceu pela primeira vez esta prova portuguesa, concluiu a quarta ronda do campeonato com o tempo de 3:38.54,5 horas, batendo o espanhol Sordo (Hyundai i20) por 55,3 segundos e o francês Sébastien Ogier (Toyota Yaris) por 2.00,1 minutos.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.