A Ferrari foi multada em 50 mil euros na sequência do episódio que aconteceu este domingo no Grande Prémio do Bahrain e que terminou com o atropelamento de um mecânico da escudaria italiana.

Kimi Raikkonen foi chamado às boxes para trocar de pneus. A roda traseira do lado esquerdo ainda não tinha sido retirada, porém, alguém deu luz verde para o finlandês avançar. O mecânico Francesco Cigarino, que trabalhava em frente à roda, acabou por ser colhido e sofreu uma fratura da tíbia e perónio. Já o piloto acabaria por ter de abandonar a corrida.

"Aparentemente trata-se de uma fratura da tíbia e do perónio. Os nossos pensamentos estão com o Francesco. Mantém-te forte", escreveu nas redes sociais a Ferrari.

Também através das redes sociais, Francesco Cigarino fez uma publicação onde revelou que a cirurgia correu de forma positiva: “A cirurgia correu bem. Tenho de agradecer a todas pessoas que se preocuparam comigo. Nada mais, só um grande obrigado. Abraços!”.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.