O português António Félix da Costa (DS Techeetah) terminou hoje a segunda prova do campeonato de Fórmula E no 10.º lugar, em Riade, na Arábia Saudita, depois do 14.º lugar na sexta-feira.

Félix da Costa conquistou três pontos na segunda prova do campeonato, beneficiando das penalizações aplicadas a cinco pilotos, depois de ter terminado a corrida de hoje no 15.º posto, a 22,634 segundos do vencedor, o britânico Alexander Sims (BMW-Andretti), mas com a melhor volta (1.12,481 minutos).

Num fim de semana em que se esperava a conquista de muitos pontos por Félix da Costa, dado o andamento demonstrado em pista, o piloto da DS Techeetah somou três.

O piloto português entrou fortíssimo, estabelecendo a melhor marca no treino livre, feito que repetiu na qualificação e lhe permitiu assegurar um lugar na ‘super pole’, sessão de qualificação reservada aos seis mas rápidos.

Na ‘super pole’, Félix da Costa viria a cometer um pequeno erro, que lhe fez perder a ‘pole position’, acabando por partir do quinto lugar para a corrida.

Ainda assim, o luso entrou ao ataque e, de imediato, começou a recuperar posições, até chegar ao segundo lugar, mas viria a ser obrigado a cumprir um ‘drive through’, devido a um incidente com o suíço Sebastien Buemi.

“De facto, é um fim de semana dececionante. Hoje tínhamos andamento e as armas para lutar pela vitória e honestamente depois de rever as imagens, não estou nada de acordo com a penalização que me foi imposta”, afirmou o piloto português.

Na primeira corrida, disputada na sexta-feira e vencida pelo também britânico Sam Bird (Envision Virgin), Félix da Costa não foi além do 14.º posto.

A próxima corrida do Mundial de Fórmula E está marcada para 18 de janeiro de 2020, em Santiago, no Chile.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.