O piloto espanhol Marc Marquez, seis vezes campeão do Mundo de MotoGP, que fraturou o braço direito em queda na primeira corrida de 2020 e foi recentemente operado, permanecerá hospitalizado devido a uma infeção, informou hoje a sua equipa.

O catalão foi submetido na quinta-feira a uma nova operação ao braço direito, devido à "lenta recuperação do osso do úmero", anunciou então a equipa Repsol Honda, que adiantou agora que foi detetada uma infeção prévia na fatura, que obriga a um tratamento com antibióticos durante as próximas semanas.

O campeão do Mundo de MotoGP em 2013, 2014, 2016, 2017, 2018 e 2019 foi submetido a uma primeira intervenção que visou trocar a placa destinada a consolidar a fratura no osso, em operação no Hospital Ruber International, em Madrid.

A queda ocorreu em 19 de julho no GP de Espanha em Jerez de la Frontera, obrigando a operação dois dias depois. O piloto de 27 anos ainda tentou participar na segunda prova da época, no mesmo circuito, sem sucesso.

A placa no úmero direito ficou danificada posteriormente num acidente doméstico, numa tentativa de abrir uma janela, o que levou a uma segunda operação no início de agosto.

No início de novembro, antes da terceira intervenção cirúrgica, a Honda tinha assumido que o campeão não voltaria à competição antes de 2021.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.