Os Mundiais de natação que deveriam decorrer em maio, em Fukuoka, no Japão, foram adiados para 2023, devido ao cancelamento de provas de qualificação em vários países, motivado pela pandemia de covid-19, anunciaram hoje os organizadores.

A competição estava inicialmente agendada para o verão de 2021, mas a Federação Internacional de Natação (FINA) preferiu adiar para maio de 2022, para evitar a proximidade com os Jogos Olímpicos Tóquio2020, que também foram adiados em um ano devido à pandemia.

“É verdadeiramente dececionante [o adiamento dos Mundiais] se pensarmos quanto os nadadores e os adeptos esperavam pelo momento” do início dos campeonatos, reconheceu o presidente da câmara de Fukuoka, Soichiro Takashima, em conferência de imprensa.

A organização e a FINA decidiram adiar de novo os Mundiais, até julho de 2023, devido ao cancelamento de várias provas de apuramento e às restrições nas viagens internacionais impostas pelo Japão, na sequência da onda de contágios provocada pela variante Ómicron do coronavírus.

A covid-19 provocou pelo menos 5,58 milhões de mortes em todo o mundo desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.