Neste encontro da 15ª jornada o conjunto treinado por Martim Aguiar não esteve condicionado por jogos das selecções nacionais de Sevens ou de XV e isso notou-se quando a Académica, menos experiente e numa senda de exibições a espaços muito positivas mas de resultados negativos, foi derrotada de forma esclarecedora pelos actuais campeões nacionais.

Os jogadores de Coimbra até começaram melhor, quando Manuel Queirós converteu um pontapé de penalidade e inaugurou o marcador. Todavia Vasco Uva, a liderar um pack avançado muito forte, não só marcou o primeiro ensaio do jogo como estaria no cerne do esforço dos advogados, que até ao intervalo se colocaram a vencer por 29-10.

Sérgio Franco seria responsável pelo ensaio dos visitantes, que até aos últimos minutos da primeira parte e durante os primeiros da segunda tiveram algum controlo sobre a partida. Estes períodos, no entanto, seriam insuficientes para contrariar o caudal ofensivo do Direito.

No fim da partida, Carlos Polónio, treinador do conjunto conimbricense salientou que "a Académica é uma equipa em formação que vive de momentos em que equilibra o jogo contra os adversários e é mais consistente, sendo que quando se desconcentra ou é menos forte sofre a maioria dos pontos" algo fatal, sobretudo contra este adversário, uma equipa com "um plantel muito forte e rico, que quando está na máxima força é a equipa mais consistente do campeonato."

Apesar do resultado, este responsável afirmou que a equipa técnica está "contente com o trabalho feito porque a equipa tem evoluído", algo que, a médio prazo, tem que se traduzir em vitórias, pois com mais esta derrota os estudantes não se aproximam do 6º lugar, posição que dá acesso ao play-off, meta deste conjunto no Campeonato.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.