Os encontros das meias-finais da Taça de Portugal de râguebi, agendados para este fim de semana, foram suspensos devido ao recuo do concelho de Lisboa no plano de desconfinamento da covid-19, anunciou ontem a Federação.

O CDUL devia ter recebido o Belenenses, na sexta-feira, no Estádio Universitário de Lisboa, enquanto o Direito e o Técnico se defrontariam, no sábado, em Monsanto, em jogos marcados para recintos localizados no concelho de Lisboa, que recuou para o nível de risco muito elevado após o conselho de ministros de quinta-feira.

O râguebi é considerado uma modalidade de alto risco de transmissão de covid-19 e, por esse motivo, só estão autorizadas, nos concelhos de risco muito elevado (Lisboa, Sesimbra e Albufeira), atividades de treino e competitivas das seleções nacionais e da Divisão de Honra, o principal escalão competitivo da modalidade em Portugal.

Os jogos da Taça de Portugal não estão contemplados nas permissões de atividade nos concelhos de risco muito elevado onde, de resto, os campos de râguebi e similares devem permanecer encerrados, exceto para atividades das seleções nacionais e da Divisão de Honra.

Contactado pela Lusa, o presidente da Federação Portuguesa de Râguebi, Carlos Amado da Silva, deixou em aberto a possibilidade de os clubes envolvidos nas meias-finais da Taça de Portugal “chegarem a um acordo para realizar os jogos fora do concelho de Lisboa”, ainda durante este fim de semana ou nos próximos dias.

O Centro de Alto Rendimento de râguebi, no Estádio Nacional, que se localiza no concelho de Oeiras, foi colocado à disposição dos clubes para a realização dos encontros das meias-finais.

Caso contrário, a competição só poderá ser concluída após os compromissos da seleção portuguesa no Europe Championship, marcados para 10 de julho, na Holanda, e 17 de julho, na Rússia.

O nível de risco muito elevado de transmissibilidade da covid-19 identifica os concelhos que registem, pela segunda avaliação consecutiva, uma taxa de incidência superior a 240 casos por 100.000 habitantes nos últimos 14 dias (ou superior a 480 se forem concelhos de baixa densidade populacional).

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos 3.903.064 vítimas em todo o mundo, resultantes de mais de 179.931.620 casos de infeção diagnosticados oficialmente, segundo o balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 17.081 pessoas e foram confirmados 871.483 casos de infeção, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.