O selecionador português de râguebi congratulou hoje a equipa pela vitória na Suíça, por 48-14, mas deixou alguns avisos para os próximos jogos, nomeadamente para o expectável ‘play-off' de acesso ao Rugby Europe Championship.

"É importante que os jogadores percebam que as substituições são para acrescentar algo mais à equipa e ao jogo", assinalou Martim Aguiar, em declarações à agência Lusa, explicando que a equipa "perdeu o foco" quando os técnicos aproveitaram a vantagem confortável no marcador (27-6 ao intervalo) para dar minutos e oportunidades aos jogadores que estavam no banco.

De acordo com o treinador, a equipa começou "a cometer erros não forçados que não podem acontecer em jogos mais exigentes", assumindo estar a referir-se "ao jogo do ‘play-off'".

Aguiar, de resto, fala desse desafio que pode dar acesso ao escalão superior como um dado praticamente adquirido, uma vez que Portugal precisa apenas de vencer um dos dois jogos que faltam disputar no Rugby Europe Trophy: com a República Checa (sábado, nas Caldas da Rainha) e com a Lituânia (06 de abril, fora).

"Queremos voltar a terminar a prova só com vitórias e a jogar melhor râguebi, tendo em vista o ‘play-off’ que é o nosso grande objetivo", assumiu Martim Aguiar, ainda assim, satisfeito por cumprir frente aos suíços o objetivo de "ganhar com ponto de bónus".

A finalizar, o técnico explicou que a partida teve início com um atraso de 30 minutos, porque a seleção helvética ficou bloqueada numa autoestrada, devido a um acidente, quando se encaminhava para o Colovray Sports Centre, em Nyon.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.