O primeiro dia de ação do Allianz Ericeira Pro, primeira etapa da Liga MEO Surf 2021 ficou marcado por boas performances por parte de alguns dos principais candidatos, com Vasco Ribeiro e Kika Veselko em especial destaque. Mas também houve lugar a eliminações surpreendentes logo na ronda inaugural, causadas, sobretudo, por jovens estrelas em ascensão no surf nacional.

A prova arrancou esta sexta-feira, pelas 8h00, com a realização dos trials masculinos, prosseguindo com a ronda inaugural também masculina, em condições que proporcionaram alguns bons scores. E as surpresas começaram a surgir desde muito cedo. No heat 1 Nicolau von Rupp, que vinha dos trials, acabou por ficar pelo caminho, batido por Filipe Jervis e pelo jovem local Martim Carrasco. No heat seguinte foi a vez do top seed João Moreira ser eliminado, numa bateria em que foi superado por Joaquim Chaves e Francisco Mittermayer.

Moreira foi um dos dois top seeds a ficarem pelo caminho logo de primeira, com a outra surpresa a ser a derrota de Henrique Pyrrait, surfista local de Ribeira d’Ilhas, que no ano passado tinha chegado às meias-finais desta mesma etapa. Pyrrait foi surpreendido num heat vencido por Daniel Nóbrega e onde o jovem Rodrigo Lebre fez segundo lugar, dando sequência ao bom momento trazido dos trials. Outro dos principais nomes a ficar pelo caminho nesta fase inaugural foi o açoriano Jácome Correia.

Além de Lebre e Mittermayer, houve mais membros da nova geração do surf nacional a darem nas vistas. Rodrigo Chaves conseguiu igualmente superar os trials e carimbar passagem para a ronda 2, depois de ter sido segundo no mesmo heat do top 3 nacional Afonso Antunes. Por fim, destaque para Francisco Ordonhas, que venceu o heat 4, onde o bicampeão nacional Miguel Blanco não marcou presença devido a lesão, dando lugar ao “suplente” Martim Brandão.

No entanto, a melhor performance deste dia inaugural em Ribeira d’Ilhas pertenceu ao surfista que chegou a esta etapa com a licra amarela de líder vestida, em virtude da ausência de Frederico Morais, que está a competir no circuito mundial da WSL. Vasco Ribeiro utilizou a experiência que quatro títulos nacionais lhe dão e alcançou um triunfo sólido, com 15 pontos somados num máximo de 20, no heat 8. Outro dos destaques na prova masculina foi Luís Perloiro, que venceu a última bateria da ronda com 13 pontos totais.

Já na prova feminina não houve lugar para tantas surpresas, com todas as top seeds a seguirem em frente e apenas duas delas, entre oito, a não conseguirem vencer as respetivas baterias. O melhor score feminino deste dia inaugural pertenceu a Kika Veselko, que venceu o heat 2 com 14,5 pontos. Contudo, a wildcard local e antiga campeã nacional Carina Duarte também esteve em elevado nível, conseguindo a melhor onda do dia, com 8,5 pontos num máximo de 10. Uma exibição que lhe permitiu vencer a campeã nacional em título Teresa Bonvalot, que também seguiu em frente.

Para amanhã a chamada está marcada para as 9h00, com o campeonato a avançar para a 2.ª ronda, onde já há grandes heats em perspetiva. É o caso do heat 4 feminino, onde vão estar frente a frente Gabriela Dinis, Carolina Santos, Teresa Bonvalot e Beatriz Carvalho, com duas vagas em disputa para a próxima fase. Do lado masculino o heat mais prometedor vai opor Vasco Ribeiro a João Kopke, Miguel Matos e José Champalimaud.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.