As eliminações de Maria Salgado, Francisco Ordonhas e Matias Canhoto, os últimos três atletas portugueses que resistiam no Mundial de juniores da Associação Internacional de Surf (ISA), em El Salvador, ditaram o ‘adeus’ da seleção lusa à prova.

Maria Salgado ficou-se pela ronda 6 de repescagem nos sub-16 femininos, Francisco Ordonhas caiu nos quartos de final da repescagem de sub-18 e Matias Canhoto nas meias-finais da repescagem de sub-16.

“O Matias surfou com febre, avançou dois heats de forma brilhante e foi afastado de forma inglória nos últimos segundos da meia-final”, destacou o selecionador David Raimundo, em declarações reproduzidas pela Federação Portuguesa de Surf (FPS).

Apesar de assumir a sua frustração “pela maneira como o Matias e também o Francisco Ordonhas foram eliminados”, o técnico apontou para o lado positivo da experiência formativa deste Mundial neste grupo de jovens que, na sua esmagadora maioria (10 dos 12) nunca tinham competido numa grande prova da ISA, com este formato e esta duração.

“Foi gratificante ver este grupo, inexperiente neste tipo de competição, crescer ao longo da semana e sair mais forte. Agora já estamos a preparar no Eurojunior, que decorre daqui a cerca de um mês [15 a 24 de julho, em Santa Cruz] e tenho a certeza que toda esta experiência há-de ser fundamental para nós”, realçou David Raimundo.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.