A realização dos Jogos Mundiais de Surf em El Salvador, entre 29 de maio e 06 de junho, que vão decidir as últimas 12 vagas para os Jogos Olímpicos, foi hoje garantida pela Associação Internacional de Surf (ISA).

"Finalmente chegou o momento de qualificar os últimos surfistas olímpicos. Estamos a avançar a ‘todo o vapor' para os Jogos Mundiais de Surf e para Tóquio2020", realçou em comunicado Fernando Aguerre, presidente da ISA.

O responsável disse que a entidade está "muito satisfeita" com os progressos feitos em conjunto com o governo salvadorenho para a implementação do plano de saúde e de biossegurança, relacionado com a pandemia de covid-19, assegurando que está a ser criado "um ambiente seguro para todos os participantes".

A prova em El Salvador é a última do sistema de qualificação de surf para Tóquio2020, estando em jogo sete lugares para mulheres e cinco lugares para homens.

Os outros 28 surfistas, do total de 40 que vão competir no Japão, já se qualificaram através do circuito principal de 2019 da Liga Mundial de Surf, dos Jogos Mundiais de Surf da ISA de 2019, e dos Jogos Pan-americanos Lima2019.

O português Frederico Morais já garantiu um lugar nos Jogos, tendo sido o melhor europeu nos Mundiais da ISA de 2019.

O surf vai marcar presença pela primeira vez nos Jogos Olímpicos em Tóquio2020 e as provas, que reúnem 40 atletas (20 mulheres e 20 homens), acontecem na Baía de Ichinomiya, de 25 a 28 de julho.

A modalidade também está confirmada na programação dos Jogos Paris2024 e as provas vão ser realizadas nas poderosas ondas do Taiti.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.