A eliminação da australiana Samantha Stosur, campeã em 2011, e as vitórias dos finalistas de 2012, o sérvio Novak Djokovic e a bielorrussa Viktoria Azarenka, marcaram o final do segundo dia do US Open em ténis.

Stosur foi mesmo a maios protagonista, pela negativa, ao deixar-se surpreender pela jovem norte-americana Victoria Duval, de 17 anos, uma jogadora classificada na posição 296 do “ranking” e que teve de superar o torneio de qualificação.

Duval, que ainda não tinha ganho qualquer encontro em torneios do Grand Slam, superiorizou-se à campeã de 2011 em três “sets”, pelos parciais de 5-7, 6-4 e 6-4.

Muito mais tranquila foi a tarefa de Azarenka, número dois do mundo, que aplicou uma “bicicleta” (6-0 e 6-0) à alemã Dinah Pfizenmaier, 99.ª da hierarquia.

Em masculinos, o líder da hierarquia, Djokovic, que procura o sétimo troféu num Grand Slam e a quarta final consecutiva em Flushing Meadows, bateu o lituano Ricardas Berankis, 112.º do circuito, por 6-1, 6-2 e 6-2.

A primeira metade desta jornada ficou marcada pelo sucesso de dois dos três portugueses presentes no quarto e último Grand Slam da época: João Sousa e Michelle Larcher de Brito.

João Sousa protagonizou uma das grandes surpresas do dia, ao derrotar o búlgaro Grigor Dimitrov, 25.º cabeça de série, por 3-6, 6-3, 6-4, 5-7, 6-2, atingindo pela terceira vez esta temporada a segunda ronda de um “Grand Slam”.

Na sua estreia em Nova Iorque, o número um português e 95.º do Mundo precisou de 2:51 horas para derrotar Dimitrov, 29.º da hierarquia, procurando frente ao finlandês Jarkko Nieminen, 41.º do Mundo, chegar pela primeira vez a uma terceira ronda, na qual até poderá encontrar Djokovic.

Michelle Larcher de Brito, 117.ª do Mundo, qualificou-se para a segunda ronda, ao derrotar a grega Eleni Daniilidou, por 6-4, 6-3.

Depois de ter atingido a terceira ronda em Wimbledon, a lusa chega pela segunda vez à segunda ronda do último torneio do Grand Slam, na qual vai defrontar a russa Maria Kirilenko, 14.ª cabeça de série, que bateu facilmente a belga Yanina Wickmayer, por 6-1, 6-1.

Sorte diferente teve Maria João Koehler que foi eliminada pela francesa Alize Cornet, 26.ª cabeça de série, por 6-3, 6-2, que já a tinha batido na primeira ronda em Roland Garros.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.