O torneio de Washington, que marcaria o regresso do circuito de ténis masculino no dia 13 de agosto, foi cancelado devido à pandemia de coronavírus nos Estados Unidos, anunciou a ATP nesta terça-feira (21), aumentando assim a incerteza sobre a realização do US Open.

Segundo a organização da prova ATP 500, que deveria iniciar-se em 13 de agosto, a decisão de cancelar foi “tomada devido à incerteza contínua relacionada com a pandemia de covid-19”, sendo que o organismo que rege a vertente masculina deixou claro que “continua a trabalhar” para que o ‘Grand Slam’ norte-americano aconteça no final do mês de agosto.

"É dececionante que, devido a estes tempos sem precedentes, o Citi Open não possa acontecer este ano", disse Andrea Gaudenzi, presidente da ATP, acrescentado que “neste momento existem grandes fatores que estão fora de controlo”.

Por sua vez, Mark Ein, responsável pelo Citi Open, explica que “existem muitos problemas externos não resolvidos, incluindo várias restrições internacionais de viagens e questões preocupantes de saúde e segurança”.

O circuito ATP deveria ter a sua retoma em Washington, ainda antes dos ‘majors’ US Open (31 de agosto a 13 de setembro) e Roland Garros (21 de setembro a 11 de outubro), com Wimbledon – que completa o ‘Grand slam’ – a ter sido cancelado ainda em abril.

Em masculinos, o circuito anunciou também o torneio de Cincinnati (a ser jogado em Flushing Meadows, mesmo palco do US Open) a partir de 22 de agosto, e os torneios de Kitzbühel (08 setembro), Madrid (13 de setembro) e Roma (20 de setembro).

O circuito feminino (WTA) começará em 03 de agosto, com a competição em Palermo, Itália.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.