Gaël Monfils vai jogar o primeiro Masters da sua carreira aos 30 anos, enquanto o único representante do ténis francês em Londres, de 13 a 20 de novembro.

“Esta é uma ótima maneira de terminar a minha melhor temporada. Já me falaram muito desta prova. Cada jogo é como uma final. Eu amo competir nestes grandes eventos”, disse o gaulês.

Esta conquista tornou-se oficial hoje com a derrota em Viena do austríaco Dominic Thiem, um dos seus rivais por um dos oito lugares do torneio dos mestres.

O parisiense, que esta semana descansou, está em sexto lugar do ‘ranking’ dos pontos acumulados durante 2016, sendo que os oito mais fortes vão competir em Inglaterra.

Quaisquer que sejam os resultados dos outros torneios até à prova, Monfils tem o seu lugar assegurado, ao lado do sérvio Novak Djokovic, do britânico Andy Murray, do suíço Stanislas Wawrinka, do canadiano Milos Raonic e do japonês Kei Nishikori.

Os outros dois serão definidos entre Thiem, o checo Tomas Berdych e o belga David Goffin.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.