O jogo de Nadal no Open da Austrália, na passada quinta-feira, ficou marcado por um momento no mínimo insólito.

Durante a realização de um serviço no segundo 'set' na partida frente ao norte-americano Michael Mmoh, Nadal pediu silêncio às bancadas e não só não o recebeu de imediato, como ainda contou com uma espetadora a mostrar-lhe o dedo do meio, ou o 'o pai de todos', ao tenista espanhol.

O público voltou aos 'courts' e com ele os momentos insólitos: espetadora do Open da Austrália mostra o dedo do meio a Nadal
O público voltou aos 'courts' e com ele os momentos insólitos: espetadora do Open da Austrália mostra o dedo do meio a Nadal
Ver artigo

Depois de Nadal, na conferência após a partida (vitória por 3-0), admitir a sua surpresa pelo gesto, esta sexta-feira é a vez de se ouvir a história da parte da atriz principal.

A mulher em questão esteve à conversa na rádio australiana '3AW', com recurso a um nome falso - "Lisa" - e onde explicou o que esteve por detrás da sua reação.

"Certamente não sou uma fã de Nadal. Acho que ele é incrivelmente aborrecido e está sempre a fazer aqueles rituais de OCD [ ndr. sigla de Transtorno Obsessivo-Complusivo]", começou por dizer.

"Lisa" explica que se ficou pelas bancadas do court depois de ver o duelo entre Coco Gauff e Elina Svitolina, que decorreu antes do jogo do espanhol e que era o seu interesse principal naquele dia.

Ainda assim, esta australiana de Sydney não parece estar muito arrependida do que fez, considerando que o facto de as suas imagens se terem tornado virais, mostra que tem razão em relação a Nadal.

"Acho que o simples facto de as minhas imagens se terem tornado virais à volta do mundo mostra o quão aborrecidos estes jogos são, senão porque é que se focariam num espetador?", questionou.

Esta aficionada do ténis, como se descreve, admite que a situação foi embaraçosa e que na sua família houve quem não ficasse muito satisfeito.

"É um pouco embaraçoso, acordei hoje de amanhã com mensagens, chamadas de várias pessoas, então fui ver na televisão... Provavelmente não fiquei muito bem vista... A minha filha não ficou muito contente, porque foi tão embaraçoso", afirmou.

Depois de explicar que terá dito a Nadal para ultrapassar os seus rituais, "Lisa" considerou que os seguranças que a retiraram do recinto foram "muito rudes".

"Disseram que tinha de sair e perguntei porque, era uma espetadora, tinha pago pelo meu bilhete, porque é que não podia ser vocal? Fui vocal no jogo anterior, a apoiar a Svitolina", recordou.

Já sobre a ideia lançada por Nadal, de que todo aquele incidente estaria relacionado com um copo ou dois a mais, "Lisa" diz que só bebeu um copo de champanhe.

"Não, não estive a beber gin ou tequilla como ele [Nadal] disse. Tomei um copo de champanhe, só um. (...) O álcool torna uma pessoa mais desinibida, mas eu sou assim de qualquer forma", concluiu.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.