O torneio de Queen’s, prova londrina de preparação para Wimbledon, viveu hoje uma jornada surpreendente, com o afastamento dos três principais favoritos logo na primeira ronda.

O escocês Andy Murray, o suíço Stan Wawrinka e o canadiano Milos Raonic, os três grandes candidatos ao triunfo, foram afastados no primeiro obstáculo, quando preparam Wimbledon, que vai decorrer de 03 a 16 de julho.

A maior surpresa coube ao jovem desconhecido australiano Jordan Thompson, 90.º do 'ranking' ATP, que, sendo repescado hoje mesmo para a prova, afastou o ídolo local, Andy Murray, por 7-6 (7/2) e 6-2.

“É o triunfo mais importante da minha carreira. Andy é o número um do mundo, o vigente campeão e um dos meus ídolos. É maravilhoso tê-lo vencido aqui, na pista central de Queen’s”, disse o tenista de 23 anos.

O suíço Stan Wawrinka, terceiro jogador do 'ranking' mundial e recente finalista derrotado de Roland Garros, foi vítima do espanhol Feliciano Lopez pelos parciais de 7-6 (7/4) e 7-5, provando que se dá menos bem na relva.

Lopez, 32.º do mundo, continua em excelente fase, depois de ter sido finalista no torneio alemão de Estugarda, que jogou no domingo contra o francês Lucas Pouille.

Eliminação rápida também para outro favorito, o canadiano Milos Raonic - aqui com maior surpresa, já que se trata de um especialista em relva, com bom historial tanto em Queen's como Wimbledon.

Raonic, sexto do 'ranking', perdeu com o australiano Thanasi Kokkinakis, 698.º do 'ranking', mas que já esteve bem melhor, antes de ser afetado por várias lesões desde 2015 (só um torneio no ano passado e três na temporada em curso).

Kokkinakis registou parciais favoráveis de 7-6 (7/5) e 7-6 (10/8).

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.