O tenista Brayden Schnur canadiano não se conforma com as condições que os tenistas estão as ser sujeitos no fase de qualificação do Open da Austrália. O fumo proveniente dos incêndios que assolam o país tem perturbado os treinos e os jogos.

O 103.º da hierarquia venceu a primeira ronda do 'qualifying' frente a Sebastian Ofener, num encontro que não começou as horas devido ao fumo.

O canadiano apontou o dedo a Federer e Nadal por não protestaram contra estas condições.

"Os melhores tenistas do mundo têm que ser a voz dos tenistas menos conhecidos. O Rafa e o Roger são um pouco egoístas por pensar neles mesmos. Estão no final de carreira, por isso só pensam no seu legado e não no desporto em si", disse.

Schnur também apontou a sua fúria à organização pelo facto de não prestar atenção aos tenistas da fase de qualificação.

"É por isso que os jogadores devem unir-se e tomar uma decisão de que não jogam com estas condições. Não é saudável jogar assim. Isto não acontece no futebol ou no golfe. Se algo está mal, adia-se o jogo. Em Melbourne, só querem que joguemos, independemente das condições, por sermos tenistas da fase de qualificação.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.