A tenista checa Petra Kvitova, que esteve afastada dos ‘courts’ durante quase seis meses devido às lesões sofridas na mão esquerda num assalto à sua casa, completou este domingo o seu regresso com a conquista do título em Birmingham.

Naquele que foi apenas o seu segundo torneio depois da longa paragem motivada pela operação à mão esquerda, a 16.º tenista mundial recuperou de um ‘set’ de desvantagem, para se impor à australiana Ashleigh Barty, por 4-6, 6-3 e 6-2.

A bonita história do regresso de Kvitova, que chegou a ser dada como ‘acabada’ para o ténis, concretizou-se na relva de Birmingham, onde ergueu o 20.º troféu da carreira, graças ao triunfo sobre a 77.ª jogadora mundial.

Esta é o primeiro título de Kvitova em relva desde que venceu pela segunda vez em Wimbledon, e o primeiro no palmarés desde que triunfou em Zhuhai, na China, em outubro de 2016.

No final de dezembro, a bicampeã do único ‘Grand Slam’ de relva (2011 e 2014) sofreu lesões nos cinco dedos e em dois nervos da mão esquerda, aquela que usa para segurar a raquete, durante o assalto à sua residência na cidade checa de Prostejov.

Depois de uma longa paragem, Kvitova apressou o regresso para jogar Roland Garros, tendo caído na segunda ronda do ‘Grand Slam’ parisiense. Hoje, na final de Birmingham, a checa jogou apenas o seu sétimo encontro da temporada.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.