Rafael Nadal tornou-se no primeiro tenista na era Open (desde 1969) a ganhar dois torneios do ATP World Tour por seis vezes. Uma semana depois de obter o sétimo título em Monte Carlo, o espanhol voltou a fazer história, desta vez, em Barcelona, em cujo derradeiro encontro reencontrou o compatriota

David Ferrer, com quem disputou a final monegasca. Desta vez, os parciais foram mais desnivelados: 6-2, 6-4.

«Joguei um grande primeiro set, a mudar muito a direcção das minhas pancadas. Tem sido uma semana muito positiva e penso que o meu nível foi mais alto esta semana do que, na semana passada, em Monte Carlo. O meu serviço funcionou muito melhor e também a minha direita», justificou Nadal, que estendeu a invencibilidade na terra batida para 34 encontros – uma série iniciada depois de perder com Robin Soderling nos oitavos-de-final da edição 2009 de Roland Garros.

«Aqui, sinto-me em casa. É um torneio muito especial e que sempre acompanhei enquanto fui crescendo. Tem muita tradição e grandes campeões. Ganhar aqui seis vezes é mais que um sonho», frisou Nadal, que somou o 31.º título (em 45) em terra batida.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.