A primeira edição da Ocean Race Europe, que contará com a participação do VO65 português Racing for the Planet, da Mirpuri Foundation Race Team, vai fazer escala na Marina de Cascais, anunciou hoje a organização.

O porto de partida será em Lorient, França, no próximo mês de maio e, segundo o diretor de corrida da Ocean Race Europe, Richard Brisus, a cidade portuguesa acolherá, em junho, a primeira escala da regata destinada às embarcações IMOCA 60s e aos VO65s de design único, que passará por cinco cidades europeias, terminando em Génova, Itália.

“Juntámo-nos para desenvolver ações que promovam a saúde do oceano e esperamos trabalhar nisso com todos os nossos amigos e patrocinadores em Cascais, quando estivermos em Portugal, em junho”, comunicou Richard Brisus.

Esta será a primeira vez que um evento da Ocean Race, a maior regata à volta do mundo - que contará igualmente com a participação do Racing for the Planet entre 2022/2023 -, visitará a Marina de Cascais, pelo que Paulo Mirpuri, presidente da Fundação Mirpuri, reconheceu ser “um imenso orgulho.”

“O anúncio de hoje é o culminar de um enorme esforço e dedicação de toda uma equipa que tem trabalhado arduamente com os organizadores da regata para trazer a Ocean Race Europe a Portugal”, acrescentou o fundador da Mirpuri Foundation Racing Team, a primeira equipa a garantir vaga na classe VO65.

A tripulação do Racing for the Planet é constituída pelo ‘skipper’ francês Yoann Richomme, os velejadores olímpicos portugueses Mariana Lobato, Bernardo Freitas e Frederico Melo, o australiano Jack Bouttell, vencedor da última edição da Ocean Race, o compatriota Nicolas Lunven, a inglesa Emily Nagel, o espanhol Willy Altadill e o português António Fontes, responsável pela equipa de terra.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.