O presidente da Federação Cabo-verdiana de Voleibol (FCV) confirmou à Inforpress, que “por força do regulamento aprovado na última assembleia-geral federativa”, apenas o campeão regional da presente temporada representa a sua região na presente edição do nacional da modalidade.

António Rodrigues explicou que não faz sentido a polémica instalada por alguns clubes à volta desta norma, alegando que a FCV limita-se a cumprir as deliberações emanadas pela assembleia, porquanto as de 2014 e 2015 anularam a participação automática dos detentores do título, de forma a garantir apenas a presença do campeão no Campeonato Nacional.

Esclareceu que desde sempre a FCV demarcava-se das demais federações, porquanto “era das únicas modalidades em que o campeão não tinha garantido a defesa do título”, mas que esta prática tinha sido alterada na assembleia-geral de 2012/13, mediante a apresentação de um projeto experimental em que os campeões da época anterior passaram a defender o título.

Sublinha, entretanto, que esta decisão viria a ser alterada, e consequentemente o sistema regressou a fórmula inicial a partir de 2013/14, por dificuldades relacionadas com o não reenquadramento orçamental para suportar as despesas inerentes.

O nacional de voleibol da presente temporada arranca esta sexta-feira, 17, com os jogos da primeira fase a realizarem-se nas cidades da Praia e Mindelo, envolvendo os campeões regionais de Santo Antão, São Vicente, Sal Santiago Norte, Santiago Sul e Fogo, nas categorias seniores masculinos e femininos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.