Pedrosa e Campos impuseram-se por 2-1 (21-17, 16-21 e 15-13), no embate decisivo, conseguindo o melhor resultado de sempre de portugueses na competição, depois do quinto lugar de Rosa Couto e Marta Hurst, em 2014, no Porto.

“Não tenho palavras para descrever o que estamos a sentir, depois desta final tão disputada. Estamos muito felizes”, afirmou Hugo Campos, citado pela organização, enquanto João Pedrosa destacou o público brasileiro, que “fez a diferença e deu força extra nos momentos decisivos”.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.