A equipa RNF, na qual correu o português Miguel Oliveira, não tem contrato para correr na temporada de 2024 de MotoGP, anunciaram, esta segunda-feira, os organismos responsáveis pela competição.

"O Comité de Seleção de MotoGP, que integra membros da FIM [Federação Internacional de Motociclismo], da IRTA [associação de equipas] e da Dorna [organizador], decidiu não selecionar a equipa CryptoDATA RNF para a temporada de 2024", lê-se num comunicado do MotoGP.

No mesmo documento, a decisão é justificada com "repetidas infrações e quebras do acordo de participação, que afetam a imagem pública do MotoGP".

"O Comité de Seleção vai rever as candidaturas para uma nova equipa independente, que usará motores Aprilia, para se juntar à grelha de MotoGP em 2024", refere o organismo.

Miguel Oliveira mudou-se esta temporada para a equipa satélite da Aprilia, após ter corrido na KTM nas suas primeiras quatro temporadas no MotoGP, e, tal como o espanhol Raul Fernandez, tem contrato diretamente com o fabricante italiano para 2024.

O português terminou o campeonato na 16.ª posição, com 76 pontos, numa temporada com vários incidentes e lesões que o afastaram de algumas corridas, tendo mesmo falhado o último Grande Prémio, em Valência, no domingo.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.