O piloto alemão Nico Hulkenberg vai substituir o compatriota Mick Schumacher na Haas no Mundial de Fórmula 1 de 2023, anunciou hoje a escuderia norte-americana.

Aos 35 anos, Hulkenberg regressa a tempo inteiro à Fórmula 1, de onde saiu em 2019, tendo feito, desde essa altura, cinco corridas como piloto substituto. As mais recentes aconteceram já este ano, com Hulkenberg a substituir Sebastian Vettel na Aston Martin nas duas primeiras provas desta temporada.

O piloto germânico tem um total de 181 Grandes Prémios iniciados, por Williams, Force India, Sauber, Renault, Racing Point e Aston Martin, e detém o recorde de maior número de corridas iniciadas sem um pódio conquistado.

“A experiência e o conhecimento que traz à equipa são claros”, reconheceu o diretor desportivo da Haas, o italiano Günther Steiner.

Hulkenberg vai substituir Mick Schumacher, filho do sete vezes campeão mundial, cuja saída foi conhecida esta manhã.

Schumacher deixa a equipa ao fim de duas épocas, onde somou menos de um terço dos pontos da Haas e com alguns acidentes aparatosos que oneraram as contas da equipa.

Numa mensagem publicada nas redes sociais, Mick Schumacher mostrou-se “desapontado com a decisão de [a equipa] não renovar contrato”, mas, ainda assim, agradeceu “a oportunidade” que lhe foi dada e garantiu que vai “continuar a lutar para regressar à Fórmula 1”.

A temporada encerra este fim de semana, em Abu Dhabi.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.