Vários pilotos prestaram hoje homenagem ao piloto alemão Sebastian Vettel (Aston Martin), que anunciou o final da carreira na Fórmula 1 no final deste ano, através de mensagens nas suas redes sociais.

O britânico Lando Norris (McLaren), por exemplo, publicou no Instagram uma fotografia de quando era criança, ao lado do tetracampeão mundial, dizendo que Vettel foi o seu modelo “literalmente desde o início”.

“Obrigado por seres o modelo que precisávamos e por desenvolver o desporto que amamos”, sublinhou Lando Norris.

Já o mexicano Sergio Pérez (Red Bull) desejou uma feliz reforma a Sebastian Vettel através de uma publicação feita no Twitter.

“É incrível pensar que, depois de tantos anos a corrermos juntos, Vettel não vai estar na grelha connosco. Boa reforma”, desejou o mexicano, frisando que agora será “tempo de aproveitar a família e a vida”, mostrando-se, ainda, “orgulhoso” por tudo o que Vettel conquistou no desporto.

O alemão, de 35 anos, sagrou-se campeão mundial de F1 em 2010, 2011, 2012 e 2013, sempre na Red Bull, tendo vencido 53 corridas, um número que apenas é superado pelo britânico Lewis Hamilton, com 103, e o alemão Michael Schumacher, com 91.

O espanhol Carlos Sainz (Ferrari), quarto classificado no Mundial de Pilotos deste ano, escreveu nas suas redes sociais que “foi um prazer ter partilhado estes anos com uma pessoa como” o alemão, frisando que Vettel foi mesmo “uma das razões” pelas quais se apaixonou pela Fórmula 1.

Já o espanhol Fernando Alonso (Alpine), com quem Vettel manteve acesas lutas em pista, frisou que o piloto da Aston Martin “é um grande campeão e uma boa pessoa”.

“Tivemos boas batalhas, porque eu estava lá quando ele ganhou os seus quatro mundiais”, disse Alonso, que celebra 41 anos esta sexta-feira.

O piloto asturiano perdeu três campeonatos diretamente para Vettel.

“Desejo-lhe o melhor e entendo a sua decisão. Na Áustria, ficámos no mesmo hotel e vi que estava muito feliz com a sua família”, frisou.

O britânico Lewis Hamilton (Mercedes) foi dos mais emotivos, dizendo ser “uma honra” poder chamar-lhe adversário, “mas uma honra ainda maior” poder dizer que é seu “amigo”.

Já o campeão mundial em título, o neerlandês Max Verstappen (Red Bull), felicitou Vettel “por uma carreira incrível”.

“Tenho muita honra por ter partilhado a pista contigo”, frisou.

A própria Red Bull, equipa pela qual o alemão conquistou os quatro títulos de pilotos consecutivos e que ajudou a vencer quatro campeonatos de construtores, assinalou esses triunfos.

“Danke [obrigado em alemão], Seb. Obrigado pelos bons momentos e pelos quatro títulos mundiais”, escreveu a Red Bull, equipa que Vettel representou de 2009 a 2014.

Seguiu-se a Ferrari, de 2015 a 2020, que na sua conta oficial no Twitter disse que “será uma honra partilhar tantas recordações”.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.