Tyler Blevins, mais conhecido como Ninja no mundo do streaming de videojogos, continua a somar dígitos à sua conta bancária. No início do mês trocou a plataforma de streaming Twitch, na qual era o detentor com mais subscritores, pelo serviço Mixer da Microsoft. O certo é que em apenas cinco dias depois de ter começado as suas streams na nova casa, o popular jogador de Fortnite angariou um milhão de subscritores ativos no Mixer e atualmente já quase dobrou esse número.

A Adidas decidiu investir pela primeira vez num nome relacionado ao gaming pro e escolheu o popular Ninja. E embora não seja um jogador competitivo profissional, Ninja continua a ser um dos mais populares streamers de Fortnite. Até porque nem conseguiu qualificar-se para a grande final do campeonato do mundo de Fortnite.

Em declarações à Engadget, a fabricante alemã de roupa e calçado desportivo revelou que o acordo com Tyler Blevins marca um novo compromisso com a cultura gaming, “suportando criadores que mostram dedicação em exceder-se na sua área”. O objetivo da Adidas é encontrar novas formas de suportar os cerca de 2,3 mil milhões de jogadores em todo o mundo. E a sua posição é ajudar os atletas a fazer diferença no seu jogo, não importando o que estejam a jogar.

A aposta na Adidas no Ninja vai de encontro à indústria da publicidade que cada vez mais olha para os esports e gaming no geral como uma nova oportunidade de negócio. Há mais marcas a investir, como a Disney e a sua rede que inclui a Marvel, ESPN, ABC, assim como a Pringles ou a Nestlé a patrocinar equipas e a ajudar a trazer os esports para o main stream.

Até porque se trata de uma indústria que já mexe em muitos milhões de dólares, transformando ciberatletas em autênticos milionários, tendo em conta apenas os prémios dos torneios. Como o jovem Bugha que ao vencer o campeonato do mundo de Fortnite arrecadou 3 milhões de dólares; ou a equipa OG, que este fim-de-semana se sagrou bicampeã do The International, com cada um dos cinco elementos da equipa a somarem, nos dois torneios, qualquer coisa como 5,34 milhões de dólares, assumindo atualmente o pódio dos jogadores mais bem pagos nos esports.

A Adidas já patrocina a equipa de esports dinamarquesa North, assim como a francesa Team Vitality, prometendo continuar a investir na indústria competitiva dos videojogos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.