Para as competições oficiais de Counter-Strike: Global Offensive da DreamHack e ESL, a decorrerem em 2020, estarão interligadas através de um circuito com múltiplos torneios e ligas, com um prémio geral de 5 milhões de dólares. Os torneios dividem-se entre os níveis Challenger e Master e prometem uma estrutura competitiva mais transparente, capaz de contar “uma melhor narrativa” aos fãs de eSports, referiu a DreamHack em comunicado.

Ao todo são cerca de 20 torneios e ligas de CS: GO sob a mesma “bandeira”, num circuito chamado agora de ESL Pro Tour. Anteriormente, apenas os eventos de topo de cada empresa estavam conectados, na competição Intel Grand Slam. A junção dos torneios permitiu obter um prize pool maior, de 5.000 dólares. Outra vantagem do novo circuito é criar um caminho mais completo para jogadores que aspiram chegar ao topo.

Segundo mencionou Mike Van Driel, da DreamHack, citado pelo Esports Observer, “o nosso objetivo não é tentar cobrir mais espaço, mas providenciar uma melhor narrativa para a nossa audiência e melhorar o caminho para os futuros jogadores, o que para nós é importante”.

O ESL Pro Tournament é assim composto por oito competições do circuito Masters: três Intel Extreme Masters, duas DreamHack Masters, duas ESL Pro League, e uma ESL One. No circuito Challenger, os atletas vão poder participar em cinco DreamHach Open, duas Mountain Dew League e um National Championship. Na linha Masters, cada evento garante um prize money de pelo menos 250 mil dólares.

A temporada será depois abrilhantada pelos dois maiores torneios do circuito, o IEM Katowice Masters Championship a acontecer em fevereiro, e o ESL One Cologne Masters Championship que acontece em julho. Todos os pontos amealhados pelas equipas serão adicionados ao ranking geral da ESL Pro Tour, e as formações de topo qualificam-se para disputar estes eventos importantes.

tel esl pro tour

A direção da DreamHack e ESL tentou incluir os torneios oficiais da Valve no circuito, mas não sendo possível, pretende manter um afastamento de tempo entre os seus torneios e os organizados pela produtora de CS: GO.

Para Mike Van Driel, o ESL Pro Tour é uma excelente oportunidade para os patrocinadores fazerem algo novo e prestigiante. Da mesma forma que tranquilizou os fãs que a DreamHack e a ESL irão continuar a operar de forma separada, mantenho assim uma familiaridade na organização para os fãs.

No dia 28 de setembro estão prometidos mais detalhes sobre o novo circuito durante a ESL a decorrer em Nova Iorque.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.