A Movistar Riders nem deixou os seus lugares arrefecerem, depois da derrota com a Detona, a contar para a Final Four da Omen Atlantic Challenge de CS: GO. A equipa recebeu a Team Heretics, vencedora da partida contra a portuguesa eXploit, à procura de um lugar na final. Em causa está um prize pool de 15 mil euros, sendo 8.000 para o grande vencedor do torneio, a ter lugar na arena da Omen no Lisboa Games Week.

A equipa francesa entrou muito bem na partida, tendo ganho a ronda de pistolas e a seguinte, mas rapidamente viu a Movistar a reduzir para 2-1. De lembrar que o primeiro mapa, escolhido pela formação espanhola foi o Overpass, jogando-se a segunda partida em Inferno e caso necessário, o desempate seria em Nuke.

A Heretics estava disposta a anular o mapa escolhido pela sua adversária, conseguindo atingir uma diferença de 7-1, resultado que acordou os espanhóis, que tinham uma claque de apoio na plateia, conseguindo o empate para 7-7. A equipa estava mais organizada e evitou ser surpreendida pelas costas como acontecera nas primeiras rondas. No final da primeira parte do primeiro mapa ficaria mesmo 8-7, para a equipa francesa.

A segunda ronda de pistolas voltou a dar vantagem aos Heretics, conseguindo assim mais dinheiro para se equipar na ronda seguinte. A equipa voltou a revelar-se superior e voltou a distanciar-se no resultado, alcançando os 13-7, jogando bem o suficiente para vencer o primeiro mapa. Mais uma vez os jogadores da Movistar manifestaram alguma “alergia” à desvantagem, e conseguiram pontuar, reduzindo para 13-9, relançando a partida. Com algumas rondas sacadas a “ferros”, a equipa espanhola reduziu para 14-12, começando a deixar os franceses nervosos, quando tinham o primeiro jogo na mão. Mesmo acusando a pressão, a Heretics pontuou primeiro com uma bomba acionada, e depois limpando os seus adversários, anulando o mapa ao seu adversário.

O segundo mapa Inferno, começou com os espanhóis a vencerem a ronda de pistolas, com “chapadas” constantes de headhots, levando um dos atletas da Movistar a gritar para a equipa adversária em tom provocatório, como quem a dizer que os franceses não iriam levar o “ouro” tão facilmente. O certo é que o nulo aconteceu logo de seguida e o “feitiço virou-se contra o feiticeiro”, levando a equipa dos Heretics a pontuar chegando aos 8-2. O resultado foi-se compondo e no fim da primeira volta o marcador registava 9-6.

omen Atlantic challenge - heretics vs movistar
A equipa francesa Team Heretics venceu 2-0 e garantiu o acesso à final contra os brasileiros Detona.

De volta às pistolas, os espanhóis voltaram a pontuar, mas desta vez em silêncio, pois ainda havia um longo caminho para tentar recuperar e eventualmente empatar o jogo no segundo mapa. Mas os franceses queriam mesmo disputar a finalíssima da Omen Atlantic Challenge e foram construindo uma vantagem confortável, registando 13-9. Ainda era possível um “comeback” da Movistar, mas a reação tinha de surgir rápido ou nada feito.

Os espanhóis não queriam baixar os braços e ainda recuperaram algumas rondas, mas o match point para os Heretics acabou por acontecer, fixando 15-11 e a final estava já “ali”. O que acabou por acontecer na ronda seguinte. Resultado final 2-0.

A francesa Heretics nem vai ter tempo para descansar, pois a final realiza-se já de seguida contra a Detona. Quem sairá vencedor, franceses ou brasileiros?

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.