O Kabuscorp do Palanca, despromovido ao Campeonato Provincial de futebol de Luanda em junho último, pela FIFA, pode disputar a Taça da Confederação Africana em 2020, caso vença a Taça de Angola, cujo sorteio foi realizado nesta quarta-feira, em Luanda.

A formação do Palanca foi apenas relegada para os escalões inferiores, estando, no entanto, apta a evoluir na prova continental, em caso de conquista da Taça de Angola, afirmou à Angop o presidente do Conselho de Disciplina da Federação Angolana Futebol (FAF), Jeremias Simão.

Campeão da fase provincial da Taça de Angola, fruto de duas vitórias frente ao Cola do Cazenga (3-0) e ASA (1-0), o Kabuscorp do Palanca inicia no dia 8 de fevereiro de 2020 a fase nacional da Taça de Angola, já nos oitavos de final, por ter atingido os quartos de final na edição passada.

O campeão do Girabola'2013 foi despromovido em junho último da competição nacional (edição 2018/19) por dupla sanção pela FIFA, devido ao incumprimento do contrato com o atacante brasileiro Rivaldo, e na transferência do atleta Mputu Mabi, do TP Mazembe (RDC).

Fundado em 1994, a formação do Palanca já obteve uma segunda posição no Girabola (2011) e em 2014 venceu a Supertaça.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.