Fred Rutten não se coibiu em considerar que o Benfica dominou por completo o PSV, depois de os encarnados vencerem a primeira mão dos quartos-de-final da Liga Europa, por 4-1.

«A esperança é pouca, o resultado não foi o melhor para nós, mas esperança há sempre. Temos de ser realistas e em todos os aspectos fomos inferiores ao Benfica. É duro para a equipa», lamentou o treinador do PSV, em conferência de imprensa.

Para o técnico holandês, o pior da noite no estádio da Luz foi o sentimento de «medo» detectado nos jogadores, que Rutten atribuiu ao ambiente no recinto encarnado: «O PSV jogou com medo, senti que os jogadores estavam algo pressionados, talvez pelo ambiente do estádio. O 4-1 não podia ter acontecido. Sabíamos que o Benfica ia jogar com muita pressão, mas não esperávamos jogar com medo.»  

«A pressão do Benfica é muito alta. Houve fases no jogo em que poderíamos dominar. Tivemos chance e marcámos um golo, podíamos ter marcado mais um ou dois», concluiu. 

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.