Os futebolistas da seleção italiana campeã mundial em 2006 lançaram uma campanha de angariação de fundos para a luta contra a pandemia de Covid-19, que em poucas horas obteve mais de 135.000 euros, anunciaram hoje os promotores.

“Os campeões mundiais de 2006 voltam ao campo para arrecadar fundos para a Cruz Vermelha Italiana e ajudar o nosso país na emergência do coronavírus”, referem em comunicado os campeões mundiais de 2006, na Alemanha, entre os quais Francesco Totti, Fabio Cannavaro, Alessandro Del Piero e Andrea Pirlo.

A Itália está a viver momentos de emergência devido ao novo coronavírus, que já causou 1.809 mortes e mais de 24.000 infetados no país. O governo ordenou o encerramento de todas as empresas, exceto farmácias e supermercados, na tentativa de reduzir a propagação do vírus.

“Faça parte da nossa equipa. Juntos venceremos novamente”, é o desafio lançado pelos campeões mundiais italianos, que utilizaram a plataforma online ‘GoFundMe’ para a iniciativa e, em poucas horas, amealharam mais de 135.000 euros, para uma meta estabelecida em um milhão de euros.

Nos últimos dias, vários profissionais do futebol italiano, incluindo jogadores da Juventus, AC Milan, Inter de Milão, Nápoles e Roma, fizeram doações para ajudar hospitais, clínicas e regiões mais afetadas pela pandemia de Covid-19.

O novo coronavírus responsável pela pandemia de Covid-19 foi detetado em dezembro, na China, e já provocou mais de 6.400 mortos em todo o mundo.

O número de infetados ronda as 164.000 pessoas, com casos registados em pelo menos 141 países e territórios, incluindo Portugal, que tem 245 casos confirmados. Do total de infetados, mais de 75 mil recuperaram.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.