A FIFA está a estudar alternativas à cerimónia “The Best”, que estava prevista para 21 de setembro em Milão, Itália, mas que foi cancelada devido à pandemia de COVID-19.

Os sucessores de Lionel Messi e Megan Rapinoe, coroados em 2019, iam ser conhecidos no início da época 2020/21, contudo “devido à pandemia de coronavírus e às suas consequências, a cerimónia não ocorrerá e várias alternativas estão a ser consideradas pela FIFA”, conforme admitiu um porta-voz do organismo.

Não foram especificadas as opções previstas, nem confirmado se os prémios não seriam atribuídos este ano, uma vez que o futebol internacional está praticamente todo parado desde março e apenas alguns países pensam retomar a competição.

Além dos melhores futebolistas do ano em ambos os sexos, são entregues, entre outros, prémios para o melhor golo e a melhor seleção.

Após a declaração de pandemia, em 11 de março, as competições desportivas de quase todas as modalidades foram disputadas sem público, adiadas – Jogos Olímpicos Tóquio2020, Euro2020 e Copa América -, suspensas, nos casos dos campeonatos nacionais e provas internacionais, ou mesmo canceladas.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de COVID-19 já provocou mais de 302 mil mortos e infetou mais de 4,4 milhões de pessoas em 196 países e territórios. Mais de 1,5 milhões de doentes foram considerados curados.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.