O futebolista internacional português Cristiano Ronaldo disse hoje que "não esperava ter uma estátua ainda em vida", momentos antes de descerrar a escultura que o imortaliza, na Praça do Mar, no Funchal.

"Já disse à minha família e ao meu filho que se quiserem fazer homenagens que as façam quando as pessoas estão vivas", observou no jogador antes de descerrar a estátua.

Momentos antes, noutra cerimónia, o avançado do Real Madrid, premiado com Bola de Ouro em 2013, recebeu a Medalha de Mérito, a mais alta condecoração da Região Autónoma da Madeira.

"Foi aqui que tudo começou, estão aqui as minhas bases, tanto na vida como no futebol, por isso quero agradecer à minha família pelo que sou hoje, sem eles não teria chegado onde cheguei", disse o jogador do Real Madrid.

A estátua esculpida em bronze, tem 3,40 metros de altura, incuindo o pedestal, pesa 800 quilos e foi executada em 10 dias, no atelier do escultor madeirense, Ricardo Veloza, em Vila Nova de Gaia.

"A estátua está mais bonita do que eu. Está muito bem feita, gostei imenso", afirmou CR7.

Durante a cerimónia, o jogador madeirense ouviu ainda uma canção, cuja letra fala do seu percurso futebolístico. O cantor FF e a jovem Maria Nuno interpretaram o tema que já foi gravado também em inglês.

Cristiano Ronaldo chegou na madrugada de hoje à Madeira, em jato privado, acompanhado do seu empresário, Jorge Mendes, depois de ter conquistado na noite de sábado, em Marrocos, o Mundial de clubes, ao serviço do Real Madrid, que venceu na final os argentinos do San Lorenzo, por 2-0.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.