Na sua experiência fora da europa, o treinador Edouard Antranik conseguiu levar o Kabuscorp ao inédito título de futebol no Girabola 2013.

O treinador búlgaro contou ao SAPO Desporto quais foram as primeiras impressões sobre o futebol angolano e as perspetivas para o futuro.

"Fiquei surpreendido com o nível do futebol angolano. Foi a minha primeira experiência fora da Europa e tinha algum receio. Mas vi jogadores bons, agressivos, rápidos. O futebol angolano é agressivo, com muita luta. No Kabuscorp tivemos de focar mais na parte técnica e tática para a equipa melhorar de rendimento", contou Antranik.

O homem que levou o Kabuscorp ao título de campeão a angola pela primeira vez elogia o atual nível do Girabola e as condições criadas para os jogadores que começam a escolher o campeonato angolano para prosseguirem as suas carreiras.

"Os angolanos que estão na Europa estão a voltar porque as condições de trabalho são muito bons. Daqui a dois anos Angola oferecerá melhores condições que muitos países europeus. O Girabola está a ficar cada vez mais competitivo, com equipas cada vez melhores", sublinhou Antranik, que tem um desejo para o futuro.

"Espero ver uma equipa angolana vencer a Liga dos Campeões Africanos. E porque não o Kabuscorp? Vamos sonhar, pode ser que consigamos isso um dia. Seria bom para o clube, para o presidente [Bento Kangamba] que tudo tem feito para oferecer-nos as melhores condições de trabalho", desejou o treinador búlgaro.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.