Era considerado o ‘prato quente’ desta primeira ronda do campeonato do mundo e as expetativas foram correspondidas. Os campeões europeus começam este Mundial2018 com um empate (3-3) diante da Espanha. Os lusos estiveram a vencer desde os 4 minutos, só ficaram em desvantagem aos 58', até que Ronaldo marcou o golo do empate aos 88 minutos.

No embate desta noite, o terceiro do Mundial2018, Fernando Santos decidiu chamar à equipa inicial o médio Bruno Fernandes e o avançado Gonçalo Guedes. Desta forma, este foi o onze de Portugal: Rui Patrício, Cédric, Pepe, José Fonte, Raphael Guerreiro, Wiliam Carvalho, João Moutinho Bruno Fernandes, Bernardo Silva, Gonçalo Guedes e Cristiano Ronaldo.

Mundial 2018: Fernando Santos repete oito do último jogo de qualificação
Mundial 2018: Fernando Santos repete oito do último jogo de qualificação
Ver artigo

Em relação ao embate disputado no Estádio da Luz, em Lisboa, em 10 de outubro de 2017, que Portugal venceu por 2-0, Fernando Santos repetiu Rui Patrício, Cédric, Pepe, José Fonte, William Carvalho, João Moutinho, Bernardo Silva e Cristiano Ronaldo.

Num ambiente espetacular, com temperaturas a rondarem os 26 graus - em Sochi o jogo começou às 21 horas - o ‘prato forte’ desta primeira ronda de jogos não desiludiu. Jogo pressionante de ambas partes e o primeiro golo pendeu para a equipa campeã europeia. Cristiano Ronaldo seguia com a bola na área e foi derrubado por Nacho. O árbitro recorreu ao vídeo-árbitro e confirmou a decisão inicial. Na conversão, o capitão da seleção levou a melhor sobre David De Gea, com bola para um lado e guarda-redes para o outro.

A seleção espanhola foi fazendo aquilo que mais gosta, agarrando a bola, conseguindo uma posse de bola de 66%. Mesmo assim, os espanhóis tiveram muitas dificuldades em ultrapassar o esquema defensivo luso.

Antes da Espanha marcar, por intermédio de Diego Costa aos 24 minutos, Gonçalo Guedes podia ter marcado o segundo, numa bola atrasado que Ronaldo ofereceu, mas o avançado do Valência foi surpreendido e acabou por não conseguir o remate.

Já perto do intervalo, Pepe atirou em profundidade para Guedes, este amorteceu para Cristiano Ronaldo, que atirou rasteiro, e com força, batendo De Gea. O remate parecia fácil, mas o guarda-redes espanhol deixou fugir uma bola que parecia estar controlada.

O início do segundo tempo foi demolidor por partes dos espanhóis, tendo marcado aos 55’ e 58’, sendo um balde água fria para os portugueses. Primeiro foi Diego Costa a bisar e depois Nacho colocou a Espanha, campeã do mundo em 2010 e europeia em 2008 e 2012, em vantagem pela primeira vez.

Mundial 2018: Ronaldo bisou e ultrapassou Pauleta
Mundial 2018: Ronaldo bisou e ultrapassou Pauleta
Ver artigo

Fernando Santos ainda tentou, com as entradas de Quaresma e André Silva, mas foi mesmo Cristiano Ronaldo que resolveu na conversão de um livre irrepreensivelmente bem marcado aos 88 minutos.

Os portugueses voltam para Moscovo com um ponto. Irão encabeça o Grupo B com três pontos. O próximo embate de Ronaldo e companhia está agendado para quarta-feira, na capital russa, diante de Marrocos, que esta tarde perdeu (1-0) com os iranianos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.