Portugal foi o 13.º país com mais futebolistas a jogar no estrangeiro em 2019, com 362 atletas, de acordo com dados hoje divulgados pelo Observatório do Futebol do Centro Internacional de Estudos do Desporto (CIES).

De acordo com este estudo, houve, em 2019, 362 jogadores lusos a jogar em campeonatos estrangeiros, bem longe do número do Brasil, que lidera esta tabela e que teve no último ano 1600 futebolistas a atuar fora do país.

A França foi o segundo país com mais expatriados em 2019, com a Argentina a ser terceira, com 972.

Entre os países africanos de língua oficial portuguesa, Cabo Verde foi o que mais futebolistas exportou, com 27, seguido de Guiné-Bissau (16), Moçambique (11), Angola (7) e São Tomé e Príncipe (1).

No seu comunicado, o Observatório do Futebol apresenta o Atlas do Futebol, atualizado em fevereiro de 2020, revelando que, nesse momento, já após o fecho do mercado de transferências de inverno, Portugal tinha 292 jogadores a jogar no estrangeiro.

Destes, 35 jogam em Inglaterra, o principal destino dos portugueses, seguido de Espanha (29) e Grécia (25).

O Brasil tinha em fevereiro 1.262 jogadores a jogar no estrangeiro, com Portugal a ser o principal destino, com 260 atletas ‘canarinhos’, bem longe dos 69 que atuam em Itália.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.