O Figueirense venceu o Vitória por 2-0, em encontro da 36ª jornada da Série A do Brasileirão e garantiu, desde já, a permanência.

Após, a vitória no Estádio Orlando Scarpelli, os adeptos da formação do sul do Brasil gritaram a plenos pulmões por Argel, antigo jogador de FC Porto e Benfica que treina o Figueirense.

O técnico foi contratado em julho quando o clube se encontrava no último lugar da competição.

“No ano passado salvamos o Criciúma. Agora conseguimos uma façanha melhor: salvar o Figueirense a três jornadas do fim. Não é fácil chegar a um clube que era último classificado e fazer isso. Os jogadores foram uns soldados. Não fizemos revolução nenhuma, não mandámos ninguém embora, trouxemos apenas um jogador. Isso engrandece”, declarou, após o jogo com o Vitória.

O defesa Marquinhos Pedroso também reconhece o trabalho do treinador: “A gente esteve no inferno. O Argel a cada jogo lembrava-nos isso: não esquecer de onde viemos”.

A duas jornadas do fim do Brasileirão, o Figueirense ocupa o 12º lugar com 46 pontos.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.